Tumblelog by Soup.io
Newer posts are loading.
You are at the newest post.
Click here to check if anything new just came in.
massamusculartecnicas8

Palavras Poderosas Pra Utilizar Na Entrevista De Emprego

Se Ligue Nos Links (quinze De Abril)



O título do novo livro de Cory Doctorow, "Information Doesn't Want to Be Free" (o dado não quer ser livre), é enganoso. Ele explica um tanto melhor no organismo de teu ensaio de 192 páginas quase um manifesto: não é o detalhe que quer ser livre, todavia as pessoas. Doctorow segue na luta, entretanto precisando que as pessoas (os criadores e o público) é que querem o dado livre, contra a pressão dos intermediários (as corporações de assunto e as plataformas de tecnologia).


A despeito de não ficção, "Information" vai na mesma linha. Em sua distopia, divide o Big Brother de Orwell em 2: "Big Content", grandes corporações de conteúdo (estúdios de cinema e Tv, principalmente), e "Big Tech", de tecnologia (Google, Amazon, Apple). Como contou dois anos atrás no Brasil, Doctorow fala pelos cotovelos e tem um discurso repleto de reviravoltas, que se reproduz no livro, no qual assim como amontoa, sem superior didatismo, siglas e conceitos de internet. A barafunda marca tuas "3 leis", arcabouço do livro. Era para ser uma só, porém o agente literário de Doctorow recomendou 3, como fez o escritor Arthur C. Clarke com suas leis sobre ciência e tecnologia -e bem como Isaac Asimov, a respeito robótica.


     
  1. Tenha metas
  2.  
  3. http://tecnicasdiversaodigital10.fitnell.com/14750154/recentes-modadilades-novos-looks (Inglês)
  4.  
  5. ► Abril (4)
  6.  
  7. Como beijar uma garota no primeiro encontro
  8.  
  9. Estabeleça seus objetivos

A primeira e mais respeitável, a verdadeira "Doctorow's Law", afirma: "Toda vez que alguém coloca uma fechadura em uma questão que pertence a você e não disponibiliza a chave, essa fechadura não está lá em teu proveito". Vale essencialmente pras leis atuais de direitos autorais e os sistemas de DRM (gerenciamento de direitos digitais), que transferem dos criadores e do público o controle a respeito os livros ou videos pras mãos dos intermediários.


O futuro da internet não deveria ser uma http://tudocomfechagame488.qowap.com/14987583/o-homem-que-foi-demitido-por-uma-m-quina ver se Hollywood ou Google fica no controle. Pela possibilidade inventada por Doctorow, é possível às pessoas elaborar e até obter o bastante para viver sem apelar aos "homens do meio", aproveitando-se da experiência de disseminação própria e livre da web. A cantora Amanda Palmer escreve, na sua introdução ao livro: "Somos uma nova formação de artistas, apoiadores e clientes que acreditam que o velho sistema pelo qual trocávamos assunto e dinheiro está morto. Não morrendo: morto".


As visitas começaram a apresentar-se e os hiperlinks pra seus produtos irão gerar tráfego, que geram vendas. http://viverfelizweb54.blog2learn.com/14593984/ainda-n-o-tem-um-plano-de-carreira com bastante assunto proporciona é objeto pra você anunciar nas redes sociais e assim como por e-mail marketing, que é a próxima dica. Neste momento ouvi muito na web que o email vai morrer com a chegada de recursos como as redes sociais, whatsapp entre outros.


A charada é que o email está ai, firme e potente e com um retorno a respeito do investimento de ceder inveja em muitas algumas formas de marketing. Se você não está aproveitando isso, você está perdendo dinheiro ou no mínimo deixando de receber. 92% dos usuários pela internet tem no mínimo um conta de email.


72% checam a sua caixa de entrada de email 6x ou mais todo dia. http://tecnicassobretratese90.diowebhost.com/11443809/e-quem-o-colibri-estava-entrevistando mais de 3.Cinco Bilhões de contas de email criadas. Compradores que recebem uma newsletter por email gastam 83% mais do que não inscritos. Em ligação ao emprego comercial, 75% dos usuários utilizam o email contra apenas 3% das mídias sociais.


Tags: blog

Don't be the product, buy the product!

Schweinderl